Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2022 Fevereiro Golpes digitais: Procon Alagoas dá orientações para evitar fraudes
04/02/2022 - 16h05m

Golpes digitais: Procon Alagoas dá orientações para evitar fraudes

Aumento de compras realizadas através da internet durante a pandemia eleva número de crimes virtuais

Golpes digitais: Procon Alagoas dá orientações para evitar fraudes

Reprodução: Pexels

O período de pandemia estreitou o mundo físico com o digital, modificou o funcionamento de determinados segmentos da sociedade e impulsionou alguns serviços, como os e-commerces. E, infelizmente, com esse crescimento também houve um aumento no número de fraudes e golpes no ambiente virtual, já que as pessoas estavam mais tempo em casa e grande parte do consumo foi realizado através da internet.

 

Segundo a Confederação Nacional do Comércio (CNC), em junho de 2020 houve um aumento de 73% nas vendas em e-commerce frente ao mesmo período de 2019, crescimento explicado pelas medidas restritivas de combate a Covid-19. Já no ano de 2021, a alta foi de 48,2% em relação a 2020, e as pequenas e médias empresas tiveram um faturamento de mais de R $2,3 bilhões em vendas online.

 

Antes da pandemia, em 2019, o Brasil ocupava o terceiro lugar no ranking dos países que sofrem mais ataques cibernéticos, ficando atrás apenas da China e dos Estados Unidos, de acordo com um relatório global divulgado pela Symantec. Porém, um ano depois, em 2020, os números de casos de ciberataques cresceram,    consideravelmente. De acordo com a Fortinet Threat Intelligence Insider Latin America, empresa que analisa incidentes de segurança cibernética, o Brasil sofreu mais de 3,4 bilhões de tentativas de ataques na internet, de janeiro a setembro de 2020, segundo o site Crypto ID.

 

Para evitar fraudes, separamos alguns dos golpes mais famosos e como evitá-los:

 

Links compartilhados através das redes sociais

 

  • Duvide de mensagens recebidas por números não salvos em sua agenda;

  • Jamais transfira dados sigilosos, principalmente bancários, através de mensagens;

  • Caso precise realizar uma transferência, entre em contato com o destinatário para confirmar os dados e checar as informações.

 

Sites e promoções falsos

 

  • Suspeite de preços muito baratos e promoções inacreditáveis. Geralmente os criminosos colocam links infectados para invadir seu aparelho eletrônico e roubar seus dados;

  • Confira em sites de reclamação o que os consumidores têm a dizer sobre os serviços e produtos. É importante sempre checar a avaliação de outras pessoas ao comprar online;

  • Utilize sites de checagem para verificar a data de criação do endereço da loja. Sites fraudulentos geralmente são novos, criados recentemente.

 

“É muito importante que o consumidor fique atento a essas dicas, pois a internet nos traz essas facilidades de comprar sem sair de casa, mas também abre brechas e dá possibilidade para essas práticas criminosas. E, por causa disso, o que deveria ser algo simples acaba nos causando transtornos lá na frente”, diz o Diretor-presidente do Procon Alagoas, Daniel Sampaio.

 

Caso você tenha sido vítima de golpe digital, a primeira coisa que se deve fazer é ir à delegacia mais próxima e fazer um Boletim de Ocorrência, para que tudo seja registrado. Em seguida, bloqueie cartões de crédito e débito, bem como carteiras digitais e serviços financeiros que possam ter sido invadidos, assim você evita ter um cartão clonado, por exemplo. 

 

Informe às instituições financeiras para que elas possam ficar atentas a quaisquer movimentações estranhas em seu nome. Por fim, avise aos seus parentes e amigos, pois seus dados podem ser usados para tentar dar golpe em pessoas próximas a você.

 

Vale lembrar que o Procon Alagoas dispõe de canais de atendimento abertos ao consumidor, você pode entrar em contato através de mensagens pelo WhatsApp (82) 98876-8297 e ligações gratuitas ao 151.

Ações do documento